Comprar com o estomago e comer com os olhos… nosso rico dinheiro!

7 fev

Hoje em dia é muito difícil não termos que pensar duas vezes antes de comprar um luxo. Sim, todo mundo precisa de um luxo de vez em quando. Senão pensa que precisa, devia ao menos, admitir que devia se dar porque a vida anda muito corrida de trabalhos, obrigações e diversões alienadas.
Acho que o design das formas e cores, texturas dos produtos que compramos é determinante para arrematarmos o que quer que seja.
Folheando uma revista descobri uma coisa muito interessante, existe um site de designers tailandeses que junto com outros americanos criaram a Herel Sod.
fome de vestir
A marca vende camisas de malha ( que eu considero numero um em conforto nas roupas contemporâneas!) com estampas e embalagens de abrir o apetite seja dos olhos ou do estomago mesmo! Paes, alfaces, copos dagua, carne cortada como no mercado… Divertidissimos produtos que com certeza dão ótimos presentes descontraídos seja pra o ego alheio ou o próprio. Sabe o tipo de coisa que faz o coração sorrir? Aquela alegria de criança? Algumas coisas o capitalismo é capaz de vender!

Outras coisas que descobri vasculhando pela internet são produtos super interessantes, originais, divertidos, descontraído se algumas vezes bem uteis!
Papel de presente em cores sugestivas e estampas de melancia, bolws em forma de discos antigos,
aneis como se fossem improvisados de arames e uma gracinha, biscoitos recheados que dao o recado,
enfim, a internet ta cheia de coisas por ai, coisas boas e coisas delicinha, have fun!

Anúncios

Uma resposta to “Comprar com o estomago e comer com os olhos… nosso rico dinheiro!”

  1. Carlos Alberto Machado Gomes fevereiro 9, 2011 às 6:49 AM #

    É claro que, o que interessa ao mercado é a busca de elementos que tornem um produto sedutor, mas isso não exclui uma grande realidade, que o dinheiro , digo aquele que foi fruto de trabalho e esforço, ganha uma representação maior que a posse material que leva cada um ao consumo, apesar de que para consumir não requer grande reflexões, é gostoso sacar do cartão e enfiar o pé na jaca de vez em quando; uma atitude muitas vezes vista como compulsão ou carência de alguma forma; penso que isso é um assunto de foro íntimo, nem sei porque isso incomoda tanta gente: fulano é um gastador, sicrana é uma consumidora compulsiva. Pessoalmente não me considero um consumista, sou muito criterioso, justamente por amor a mim, pois gosto de qualidade e de namorar um produto antes de adquirir, é como eu curto dinheiro, isso vai de uma camisa ao tablet, e por que isso tudo? pois o dinheiro é como sangue para este corpo que é minha vida numa das cidades mais conhecidas do mundo, um dinheiro que me faz abrir mão do que eu mais gostaria de fazer: nada; isso é quase uma apoteose do capitalismo mas o dinheiro é meu e ninguem tem p nenhuma com isso! Um dia vi um velhinho feliz pois estava no aniversário de 15 anos de sua neta, ele deu uma banana pra dieta, beliscou de tudo e naquele noite morreu de enfarte. Que inveja!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: